Design x engenharia civil


Construir uma casa é uma batalha entre o design e a engenharia civil. Percebi que mesmo que um arquiteto seja contratado, muitas vezes quem constrói insiste em alguns "padrões" estabelecidos e não entende que nem sempre eles devem ser seguidos, ou ainda seguidos. É um misto de preconceitos e muitas vezes, falta mesmo atualização em design e desconhecimento em novos produtos disponíveis.

Por exemplo, se uma casa (como a minha), foi colocado um único piso, no caso porcelanato amadeirado, qual a necessidade de colocar soleira entre ambientes como, hall e lavabo?



Ouvi do azulejista que se eu jogar um balde de água no lavabo, molhará o hall de entrada. Se a caída de água estiver para o lado certo (assim espero), qual o problema se é o mesmo piso? Perguntei isso para ele que deu uma coçadinha na cabeça e não soube responder.

O que me intriga é que se realmente há necessidade de jogar água de balde para limpeza do piso.

Compramos, meu marido e eu, três máquinas para limpeza da casa, o que torna desnecessário inundar qualquer ambiente da casa para limpá-lo.




As respostas do construtor passa a ideia de que ele precisa me salvar das minhas escolhas, lembrando que sou mestre em design e estudo há muito tempo construção e só quero de outro jeito, pois de quem é a casa?

Pesquiso muito em sites de construção e decoração norte americanos e de outros países europeus e tenho visto muitos ambientes sem soleira. Percebo uma tendência em pisos que ultrapassam as portas sem interrupção, o que me agrada muito pois deixa um piso sem recortes desnecessários. Design né?



Vejo construtores atentos às redes sociais, querem aprender como divulgar suas empresas, dar brindes, fazer lives e sorteios, mas esquecem o principal que é entender de design! Isso sim seria um passo adiante!

Postei esses dias uma sugestão de contratar um engenheiro para ter uma segunda opinião sobre a construção da sua casa, também acredito na importância se possível, de conversar com um designer ou arquiteto.

Me incomoda profundamente também é quando escuto "é o padrão". Padrão desde quando? Em que época esse "padrão" foi definido? Levou em consideração os avanços ou "desavanços" da tecnologia?


Assistindo um desses programas maravilhosos de construção no Netflix, uma vez ouvi um construtor dizer que a casa que reformariam era feita de um tipo antiquado de tijolos e argamassa pois é, exatamente como ainda é feito na maioria das vezes no Brasil.

Eu pesquisei muito antes de construir minha casa, queria de qualquer jeito que fosse feita em steel frame, falei com muitas empresas e nenhuma que dizia saber construir nessa técnica, mostrou uma casa pronta.



Sonhei muito com esse método de construção até que uma amiga engenheira que viajou pelo mundo construindo casas, me disse que as empresas de construção brasileiras ainda não tem conhecimento suficiente nesse campo. Uma pena.

Tem um bom exemplo no condomínio que construo minha casa. Uma única casa em steel frame foi um fracasso.

O proprietário ainda luta na justiça por sua casa que deveria ter ficado pronta em oito meses, já passou muito desse prazo e sua casa sofre com vazamentos entre outros problemas.



Enfim, concordo totalmente que um designer ou arquiteto deve estudar muito sobre o assunto assim como, um engenheiro (ou técnico), deveria se interessar por design para entender de alinhamento, localização de registros, espaços, novidades em estilos de janelas e rodapés entre uma infinidade de outros itens.

Levar em consideração que um rodapé de mármore e portas laqueadas não fazem uma casa ser de alto padrão, se os fios elétricos estão pendurados no forro de forma incorreta ou insiste em não se atualizar para saber como finalizar um piso de acordo com tendências internacionais.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 por Hatawata Design