Home Office



De início, pensava em ter um local de trabalho distante (não muito) da nossa casa.

Pesquisamos locais ao redor do nosso residencial e até nos indicaram um polo industrial bem pertinho com diversas empresas.

Sempre pensei que antes de ter nossa casa, faríamos nossa empresa em um local físico, que assim que tivéssemos dinheiro suficiente, a loja ou escritório seriam prioridade.

Mas o tempo passa e os desejos mudam. Assim que conquistamos o dinheiro para ter um imóvel, a primeira ideia foi ter nossa casa e o escritório ou loja, acabaram em segundo, terceiro plano ou até nunca.


Teve um tempo que me envergonhava quando dizia que trabalhava em casa, as pessoas me perguntavam e de uma forma bem tímida, dizia home office, mais chique.

Hoje, entre pandemias, trânsito, gastos com estacionamento e má alimentação, trabalhar em "home office" se tornou desejo de consumo! Quem não quer ter seu trabalho em um lugar confortável, distante dos grandes centros urbanos e longe, principalmente de gente chata?



Li um dias desses, que a geração X busca por moradia em cidades menores e menos barulhentas e que querem viajar para o exterior pelo menos uma vez por ano.

Me identifico demais com isso! Poder morar em um local mais afastado, com vista para uma serra linda é um privilégio! Enchemos nossa casa com janelas enormes para ter essa vista o tempo todo!

Tenho ajustado meu trabalho para que cada vez mais, não precise estar presente em compromissos frequentes fora de casa e como uma amiga sábia me disse uma vez: um passo de cada vez.

Tenho focado nisso e me concentrado em tudo que sei fazer. Hoje, meu trabalho é praticamente 100% em home office e por causa da pandemia, meus compromissos fora de casa quase se extinguiram.

Sei que pode ser temporário, mas a ideia de fazer lives para estar com meu público se intensificou neste tempo e acredito que isso possa permanecer.


Tem o lado bom, hoje com as lives atinjo públicos que antes demoraria a atingir, mas o trabalho e sua preparação são bem maiores.



O grande problema são os limites. Há aqueles que não conseguem se organizar e qualquer coisa tira a atenção do trabalho e outros, como eu, que não sabem quando parar.

Estar em um residencial com muitos atrativos de lazer, pode ajudar a me exercitar, respirar ar puro, ouvir menos barulho e me inspirar ainda mais. Assim espero.


Busquei (muito) por um residencial que não fosse muito longe de São Paulo e que não tivesse pedágio. Vamos ver, não sei como é viver em condomínio, mas já vi que muita coisa muda.


Mas como disse antes, preferimos investir na nossa casa ao invés de um local para a empresa, e desenhamos nossa casa para que também fosse nosso local de trabalho.

O maior ambiente é o estúdio onde fiz um closet bem grandão, para armazenar os materiais que utilizo no dia a dia.

Descobri que os construtores cobram pelo m2 e fazer armários de alvenaria, acabam fazendo parte do preço da casa e dessa forma economizamos.



Aguardando ansiosa para ver se tudo isso se concretiza. Construir exige muita paciência, auto controle, muito dinheiro e rezar para que a construção fique pelo menos perto do esperado.

Hoje para sair todos os dias de casa para trabalhar, só valendo muito a pena e se não tiver opção.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Suspenso