Tem final feliz?


Sim, sei que aqui virou um desabafo sobre a construção da minha casa, mas é uma forma de falar a respeito e não ter um treco.

Fico pensando, qual a dificuldade em seguir um projeto?

Quando pensamos na contratação de alguém ou empresa para a construção da nossa casa, acredito que uma empresa, não um engenheiro ou mestre de obras, fosse o mais correto (na verdade nem sei se tem diferença).

Mas vejo que essas empresas assumem compromissos que me parece que eles se perdem entre as várias casas que fazem ao mesmo tempo.

Sim, isso me parece sucesso, mas me parece também que "perdem a mão", buscam por vários clientes ao mesmo tempo e não anotam nadinha de cada construção.

Bom, pensei "deve ser só comigo né?" pior que não, todas as pessoas com quem converso sobre construção reclamam dos mesmos problemas com seus construtores.

Não seria óbvio antes de afirmar algo, dar pelo menos uma olhadinha na planta baixa? Parece que sim né? Mas não, afirmam o erro e depois dizem, ok, vejo para a senhora. Vergonha alheia.

Cansa e desanima. Imagino pessoas que não tenham conhecimento sobre desenho e design passando por tudo isso, devem só ir aceitando e se esforçando para concordar e achar que está bom e que deveria ser assim.



Soube que uma das casas construídas em nosso condomínio, foi ficando tão cara que o proprietário chegou a colocar à venda porque ficou sem dinheiro para terminá-la.

Me falaram (em condomínio sabemos de tudo, infelizmente) que ele foi aceitando tudo que o construtor sugeriu, acredito que pela confiança na empresa e profissional.

Conclusão, acabou o dinheiro e nem sei se a casa foi concluída com o dinheiro do proprietário ou foi feito algum acordo.



Temos que ser muito firmes e estudar bastante para não passar por esse tipo de situação e digo, não é nada fácil! Mesmo uma vizinha amiga que também construiu sua casa com a experiência que tem, está com o piso da garagem rachando, provavelmente por falta de compactação da terra. E olha que ela ficava todos os dias na obra.


Outra amiga que começou a planejar sua casa em outro condomínio, me disse: "não Elá, meu marido é engenheiro e o construtor é conhecido". Mal começou o projeto e quando levou na prefeitura para aprovação, já teve dor de cabeça por alterações que pediram e mais, mudou de ideia sobre uma parte da casa à contragosto (nem começou a obra).

Enfim, vivo minha dissertação de mestrado,

Se não fosse trágico seria cômico, veja o que o pedreiro Dinei tem a dizer.



13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Certeza